No Brasil, uma janela de oportunidades se abre aos games produzidos para celulares

Esqueçam os blockbusters milionários, voltados para pré-adolescentes e seus consoles caríssimos. O mercado brasileiro de videogame cabe na palma da mão, é barato e voltado para as mulheres.
Grosso modo, esse é o resultado da primeira pesquisa sobre mercado e indústria brasileira de games, apresentada nesta quinta-feira no BIG – Brazil’s Independent Games Festival –, no centro de eventos da Fiergs, em Porto Alegre. [Leia mais]

Deixe uma resposta